Como Lançar um CD Independente – O Início

mulher segurando cds nas maos

Como Lançar um CD Independente? Essa é a pergunta que a maior parte dos artistas iniciantes faz no início da carreira. Vamos entender um pouco sobre as técnicas utilizadas para criar um produto de áudio e fazer história na indústria da música. E o melhor de tudo: sem depender de terceiros para realizar o seu sonho. Vamos lá?

O primeiro passo para iniciarmos a nossa jornada sobre esse tema é esclarecer uma série de questões sobre como um indivíduo deve pensar e agir para atingir o sucesso desejado.

Eu vou listar cada um desses pontos, e peço para que você encare cada um deles como um problema a ser resolvido, a fim de que você possa finalmente chegar ao seu objetivo.

São passos simples, que precisam ser “colocados na mesa” para que você possa começar a trabalhar nisso ainda hoje. Entender esses conceitos básicos, nos ajuda a aprimorar nosso ponto de vista sobre o assunto e gerar ideias criativas ao longo do caminho. Dividir um problema maior em pequenos pedaços é uma ótima estratégia para transformar o impossível em algo totalmente realizável. Você pode usar esse método para resolver qualquer tipo de problema, não apenas o de iniciar uma carreira musical de sucesso.

#01 – Encontre o Seu Público

jovem mulher loira usando headphone branco fundo azulPode não parecer muito intuitivo, mas o público sempre deve vir primeiro em qualquer planejamento de marketing. Sem um público, não existe uma carreira musical de sucesso.  Imagine você que, neste momento, existem milhões de pessoas lá fora e que uma boa parcela dessas pessoas pode ser um potencial fã das suas músicas, podcast, contos narrados ou seja lá qual for o seu produto de áudio.

Realmente, o potencial é enorme. Principalmente nos dias de hoje, com a democratização da publicidade, um poder que está ao alcance de quase qualquer pessoa. Estou falando das mídias sociais que permitem que você coloque seus produtos na frente das pessoas certas, onde quer que elas estejam, ao redor do mundo.

Por exemplo: em 1997, o meu maior problema para iniciar uma carreira musical era basicamente o meu público. Mais precisamente, a falta dele. Sem fazer parte de um sistema de mídia poderoso, eu era mais uma artista com boas músicas, total capacidade para fazer shows, mas totalmente anônimo. Essa palavra “anônimo” significa o exato motivo pelo qual a maioria esmagadora dos novos artistas não conseguem um espaço relevante na cena musical. Se você é “anônimo” significa que você não tem um público, e isso quer dizer que quase ninguém te conhece.

Se você for um músico, buscando uma carreira de sucesso, e se isso te servir de consolo, eu posso dizer que você já tem seus primeiros fãs; e essa é uma grande conquista.

Por exemplo: nos meus dias mais nefastos, eu tinha pelo menos uma meia dúzia de fãs, que envolviam: meus pais e irmão, e talvez meus gatos que talvez gostassem de ouvir o que eu cantava.

E olha que eu comecei a cantar 8 anos antes do YouTube aparecer. Eu só fui perceber que o YouTube era a nova TV em 2009, quando eu coloquei meus primeiros vídeos lá.

Antes disso, exercitei minha performance de palco em apresentações regionais, participei de alguns programas de TV e me inscrevi em todos os tipos de concursos musicais que você possa imaginar. Eu fui parar até no Popstars do SBT, em 2003, quando a minha ficha começou a cair e eu comecei a perceber que, se eu ficasse dependendo de terceiros, nunca teria qualquer tipo de sucesso na indústria da música.

Tá certo, você vê artistas como os grandes nomes da música sertaneja que saíram da roça e se tornaram milionários. Porém, se você for observar o caminho que eles percorreram, você vai perceber que eles estavam no lugar certo, na hora certa, conversando com as pessoas certas. Isso para mim, além de exigir o talento, (que é fundamental para qualquer artista) exige algo que nem todos podemos desfrutar, que é da “sorte além do limite”.

Sempre me considerei bastante sortudo, e acho que a minha maior sorte foi ter percebido cedo que, se eu quiser fazer algo, tenho que fazer com as próprias mãos, utilizando os meus próprios recursos e poderes.

O mesmo vale para os dias atuais para você que é um artista iniciante. Comece a traçar um plano para o seu sucesso, seja ele qual for o seu objetivo, e para realizar esse plano, dependa do mínimo de pessoas possível. Aliás, se você tiver que depender de alguém, então que dependa dos seus fãs, e quando o assunto é fãs, que sejam milhões de pessoas.

Se você estiver pensando que é muito difícil de se conseguir fãs, eu posso te garantir que não, não é difícil. Se você tiver a oportunidade de se apresentar para “o seu público ideal”, eles vão começar a te amar, como você nunca pensou que alguém pudesse ser capaz de amar. Para tanto, você tem que fazer o seu dever de casa.

Por exemplo: se você for um cantor, então que você cante com emoção e gosto pelo o que está fazendo. Quando você começar a cantar com o seu coração, o seu maior problema vai ser “a dor no punho” após uma sessão de autógrafos.

Portanto, não importa qual seja o seu estilo musical, você tem seu público esperando por você.

#02 – Conecte-se Com o Seu Público

tres homens gravando clipe carro praiaComo eu disse, você pode usar as mídias sociais como uma “ponte” para conectar você e o seu projeto musical com seus fãs na outra ponta. Basicamente, existem duas formas de começar uma campanha de marketing musical na internet: a primeira, uma campanha de mídia paga, onde você promove um videoclipe musical para gerar reconhecimento de marca. A segunda, envolve criar um perfil no Instagram, outro no YouTube e começar a postar conteúdos.

O Instagram permite que você coloque pequenas Stories, além de ser um pouco mais fácil de crescer do que no YouTube. Você pode fazer ambas as estratégias, tanto a campanha paga quanto a de conteúdo gratuito. Assim, você vai poder alcançar mais pessoas em menos tempo. Uma outra ideia para potencializar a velocidade que o seu público de seguidores e fãs cresce é fazer parceria com influenciadores nessas duas plataformas sociais.

Por exemplo: você pode negociar uma entrevista ou a inserção de uma música sua em um canal musical de grande alcance. A ideia é gerar reconhecimento com o maior número de pessoas. Os canais musicais normalmente crescem muito, porque as pessoas estão na internet, em grande parte, para o entretenimento e você como artista, está na indústria do entretenimento oferecendo o seu produto de áudio.

Eu recomendo que você estude sobre como se tornar um Youtuber para que você possa suportar a sua carreira musical no longo prazo. Afinal, agora você não depende mais de nenhuma emissora ou gravadora esnobe por aí. Agora é você seguindo o seu próprio caminho, o mesmo caminho que muitos músicos norte-americanos estão seguindo nesse exato momento para alcançarem o sucesso e o reconhecimento mundial.

Agora que você já tem uma ideia de como pode se conectar com seu público e que essa conexão é feita pela internet, através de alguma rede social, você vai precisar de um produto, uma série de publicações para alimentar o seu público de fãs, sempre com novidades quentes. Isso nos leva ao terceiro ponto.

#03 – O Artista Como Produto

jovem sentado no chao ao lado da guitarraAgora você é um artista independente, está pronto para lançar o seu primeiro produto de áudio, que pode ser tanto um single para ser distribuído via streaming, um MP3 ou mesmo o velho CD que, apesar das previsões de que esse formato seria extinto em 2012, continua sendo uma forma barata de distribuir música.

Não importa qual formato você escolha para distribuir seu produto de áudio, agora você precisa focar em começar a criar produtos.

Por exemplo: um artista em início de carreira, precisa ter pelo menos um álbum com 12 músicas inéditas. Esse álbum será a amostra do que você é capaz de produzir para esse mercado musical.

Só que agora, você não vai negociar com produtores musicais distraídos, que recebem milhares de CDs demo para, eventualmente, escolherem um ou outro artista, e então queimar a verba de investimento da gravadora. Dessa vez, você é quem está no comando, os seus próprios recursos e a sua própria criatividade.

Lembra do Dolemite? Tem um filme da Netflix sobre esse cara e como ele fez fortuna produzindo seus próprios discos de piada. Esse cara fez até uma série de filmes de sucesso, usando seu talento e recursos próprios. Os rappers devem muito ao Dolemite e ao seu estilo criativo de contar histórias, que usava gírias e frases amarradas.

O seu dever de casa é: criar o seu álbum musical, o primeiro de uma série de muitos que virão no futuro. Não se preocupe com dinheiro nesse momento, porque o maior capital que você vai acumular nessa fase inicial é o “reconhecimento de marca”.

Acredite, ter 100k seguidores em qualquer rede social, vale mais do que ter um milhão de Reais na conta.

O amor dos seus 100 mil seguidores é algo que dura para toda vida. Também é a partir desses primeiros fãs que você vai alcançar o seu primeiro milhão de fãs e chegar ao ponto de ver ver o sucesso financeiro começar a emergir da sua marca.

Lendo assim, pode parecer que essa é uma mentalidade bastante difícil de assimilar, porque as pessoas estão acostumadas a terem resultados após 30 dias de esforço, ou seja, as pessoas estão acostumadas a arranjar um emprego e após um mês, receber o salário como recompensa.

Por outro lado, uma carreira musical exige um investimento em estudos, dinheiro, e principalmente, tempo. Construir o seu nome é algo que pode levar, no mínimo, 5 anos para começar a dar resultados. Imagine que você precisa encarar isso como um curso universitário, onde você coloca dinheiro, investe parte da sua vida, 5 anos, até estar capacitado a entrar no mercado e começar a sua luta. Com uma carreira musical, não é diferente, porque nada que vale a pena pode vir de graça para alguém.

Sabendo que você precisa de um produto, um dos problemas que você tem que resolver é produzir o seu primeiro álbum de 12 músicas, a fim de dar o pontapé inicial na sua carreira.

Lembrando que, um produto artístico deve ser produzido, ou seja, elaborado para alcançar certo nível de qualidade, obedecendo aos parâmetros comerciais de produção que são exigidos durante esse processo.

#04 – Como Produzir o Seu Próprio Álbum Músical

homem afinando violao no home studioNormalmente, se você tem um orçamento enorme para produzir as suas músicas, nesse ponto, você vai procurar um estúdio de gravação decente e começar a gravar o seu projeto, seja um álbum ou produto de áudio.

Como de costume, você vai pagar por hora de estúdio, além de outras tarefas que podem envolver músicos extra, aluguel de equipamentos especiais, e a contratação de profissionais para realizar processos de produção em suas gravações.

Por outro lado, a grande maioria não pode pagar caro por horas de estúdio de gravação. Essa limitação acaba deixando os produtores iniciantes sem qualquer condição de dar o primeiro passo e terem seu primeiro produto de áudio. Era o meu caso, quando comecei.

A solução que eu encontrei para resolver esse problema foi seguir a receita dos gringos, o Home Studio, ou seja, eu criei meu próprio estúdio de gravação particular. Assim, eu pude criar o meu próprio álbum musical a partir do zero, incluindo os arranjos musicais.

Os primeiros anos foram bem difíceis, principalmente pela falta de qualidade causada pela minha inexperiência como iniciante. Dizem que o primeiro sempre é o pior, e comigo não foi diferente: a minha primeira gravação, apesar de ter me dado muita alegria, foi mesmo a pior de todas.

Essa história do Home Studio, além de permitir que eu gravasse as minhas 40 músicas, acabou se tornando no que é hoje o Home Studio Fans, permitindo que milhares de músicos possam realizar seu sonho de produzir suas próprias músicas, sem depender de terceiros ou investir fortunas em equipamentos caros.

O Home Studio me trouxe muita liberdade, hoje eu posso produzir qualquer coisa e distribuir para milhares de pessoas em qualquer parte do mundo. Eu descobri que a indústria da multimídia é muito maior do que apenas música. O mundo lá fora é muito maior do que essa “caixinha” que estamos acostumados a frequentar.

Existem ideias incríveis que poucas pessoas conhecem e praticam, e essas ideias são aquilo que os mais sábios chamam de “ideias fora da caixa”. Uma dessas ideias brilhantes, certamente, é a do Home Studio, com suas infinitas possibilidades de produção e realização de objetivos.

Nesse ponto, minha dica é para que você também crie seu próprio estúdio de gravação e aplique um bom processo de produção para garantir a qualidade. Você pode encontrar o passo a passo de como montar o seu próprio estúdio de gravação no Curso de Home Studio Online aqui do site.

Apesar de parecer um processo complexo, após alguns meses você estará gravando com qualidade e descobrindo a sua criatividade para produzir música novas e empolgantes.

Talvez você não queira produzir música, talvez você esteja mais interessado em produzir materiais didáticos para comercializar entre os universitários, transformando aquela “pilha de papéis xerocados” em áudio para que, essas pessoas privilegiadas, possam passar direto nas provas. Essa é apenas mais uma ideia, muito lucrativa, que você pode desenvolver com o seu Home Studio.

#05 –  Desenvolva a Sua Mente Acima de Tudo

homem levitando headphoneEu vejo muitas pessoas buscando sucesso, e vejo também que um dos maiores motivos que impedem as pessoas de alcançar seus objetivos é a mentalidade.

Não que a mentalidade da maioria das pessoas esteja errada, e sim, que a mentalidade da maioria das pessoas não está preparada para resolver certo tipo de problema. Por isso, tão poucas pessoas conseguem enxergar o caminho certo a seguir.

A solução para a falta de “repertório técnico” é começar a desenvolver a sua mentalidade, criar novas sinapses nervosas em seu cérebro, treinar a sua mente a pensar de novas e diferentes formas.

Acredite, você não produz 10 vezes mais hoje, porque a sua mente não possui as conexões nervosas relacionadas a um novo conhecimento que te permitiria alcançar resultados ainda maiores.

Ampliando o tamanho da sua “caixa”, através de livros, palestras, cursos online, filmes e séries, você será capaz de assimilar cada vez mais informações que te levarão a solução de cada um dos seus problemas.

Não há nenhum problema que um ser humano esteja vivendo hoje, que outro ser humano já não tenha resolvido e escrito um livro ou criado um curso a respeito para ajudar outros a também resolvê-lo.

Em resumo, você precisa de pessoas + mídia própria + produto próprio. Desse modo, você poderá alcançar resultados cada vez maiores na indústria da música ou muito além disso.

Desejo sucesso a você!

Uma dica extra do Rodrigo: Saiba como eu montei o meu estúdio de gravação musical e consegui gravar as minhas mais de 40 músicas sem gastar fortunas com equipamentos e softwares caros.

Confira o vídeo exclusivo que eu preparei pra você!

QUERO VER O VÍDEO!

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.